Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -100,000% 0 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro -100,000% 0 pts
Veja Mais

Confira 2 ações que os investidores bilionários amam investir

Confira 2 ações que os investidores bilionários amam investir
(Shutterstock)

Existem ações que megainvestidores aplicam que podem ser boas opções para o pequeno investidor também

SÃO PAULO – Certamente é impossível fazer bilhões no mercado de ações sem saber uma coisa ou outra sobre investimentos e sobre como escolher investimentos. Mesmo em uma era onde robôs fazem boa parte dos investimentos dos bilionários, os grandes investidores dos EUA ainda precisam divulgar trimestralmente suas posições. Assim, o colunista do site Motley Fool Andrew Tonner decidiu destrinchar dois investimentos de bilionários.

Quer aprender a investir no exterior? Confira estes dois módulos grátis e faça seus investimentos

General Motors (GM.N)
É difícil ignorar a empresa que conta com um valuation extremamente barato no momento e, assim, não é surpresa que o gestor bilionário Davd Einhorn conte com uma participação de US$ 1,9 bilhão na montadora, fazendo com que seu fundo da Greenlight Capital tenha a maior participação individual na empresa.

Einhorn acredita que a empresa deve se recuperar de seu preço extremamente baixo, com uma relação de preço sobre lucro na casa de 5,3 vezes, sendo uma das ações mais baratas nesse critério no S&P 500. O megainvestidor tentou propor mudanças na estrutura dos papéis da empresa sem sucesso recentemente e, assim, não está claro se ele continuará no papel, mas para o pequeno investidor esta certamente é uma opção muito atrativa.

FireEye (FEYE.OQ)
Os últimos anos têm sido difíceis para os acionistas da companhia, mas sinais recentes indicam que a empresa de segurança de dados pode finalmente começar a deslanchar. Apenas em maio, a empresa subiu 20% no mercado em meio a notícias de que a lenda de investimentos George Soros está investindo nela.

Apesar de problemas recentes, a empresa vem mostrando sinais de que pode se sustentar. Recentemente, ela divulgou vendas de US$ 173 milhões, acima das expectativas de US$ 160 milhões, com margens brutas indo a uma faixa de 70% a 73%, fazendo seu prejuízo recuar significativamente. Além disso, a companhia está posicionada em um setor que só tende a crescer no futuro.

Dê a sua opinião!

0 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.procoders.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.